Force um pouco a memória. Há algumas décadas, para você saber quais apartamentos do setor imobiliário estavam à venda ou para alugar, você ia até a banca de jornal, comprava um exemplar e conferia os anúncios e classificados. Hoje, encontra tudo na internet.

O pagamento do condomínio era feito via envelope, com o dinheiro ou cheque dentro, e você batia no vizinho para entregar ou até colocava por baixo da porta. Atualmente, isso é quase inimaginável, não é mesmo?

O mundo mudou. E quando o assunto é setor imobiliário, o mercado muda constantemente. Nada mais natural, uma vez que é necessário acompanhar avanços tecnológicos, transformações nos modos de comercialização e a própria economia. 

Para você ficar por dentro de tudo, reunimos neste artigo as principais tendências do setor imobiliário para 2021. Continue a leitura e confira!

Negócios e desenvolvimentos tecnológicos

O mercado e as pessoas exigem praticidade. Quanto mais simples e ágil, melhor. Para isso, a tecnologia é a grande aliada do momento. Assim, confira as principais tendências do setor imobiliário para 2021 quando o assunto são negócios e desenvolvimentos tecnológicos!

Aplicativos de comercialização

As imobiliárias inovaram ao lançar plataformas e aplicativos exclusivos para a comercialização de imóveis. E a tendência é que cada vez mais empresas optem pelo recurso.

Afinal, é possível encontrar o local dos sonhos, filtrando por preço, região e características que preferir, sem sair de casa.

Inclusive, há quem compre ou alugue sem nunca ter visto o empreendimento pessoalmente.

Uma pesquisa mostrou que, em maio de 2021, 63% das propostas para aquisição de imóveis foram online. 

E o mercado reflete muito bem esse boom. Prova disso é que a Caixa Econômica Federal teve recorde de R$ 65,4 bilhões em crédito imobiliário no 1º semestre de 2021. 

Visitas virtuais

As visitas virtuais também são tendências do setor imobiliário para 2021. Elas se popularizaram diante do isolamento social como medida preventiva de contaminação do Coronavírus, uma vez que as pessoas evitaram sair de casa.

Seja por tecnologia 3D ou o corretor mostrando a casa por meio de videoconferências, esse tipo de visita veio para ficar. 

De modo geral, os interessados veem o imóvel várias vezes. Repetidamente se quiserem, até tomar a decisão de alugar ou comprar. Ao escolherem o imóvel, é feita apenas uma visita física antes de fechar o contrato. Às vezes nem isso.

Isso facilita a vida de todos, seja do proprietário, corretor, imobiliária e do futuro morador. 

Menos burocracia para todos

Tanto para comprar quanto para alugar imóveis, as tecnologias têm ajudado a diminuir a burocracia. Os seguros-fianças já podem ser feitos completamente por meio virtual e até as assinaturas dos documentos podem ser digitais. 

Todos saem ganhando com esse tipo de facilidade. Afinal, fica mais simples para o proprietário que deseja alugar ou vender o imóvel e também para o locatário ou comprador. Os riscos de o negócio ser interrompido por excesso de processos reduzem consideravelmente.

Tendências em gerenciamento de propriedade

Dentre as tendências do setor imobiliário para 2021, não poderíamos deixar de falar do gerenciamento de propriedades. 

Abaixo estão os principais pontos para você ficar de olho e buscar formas de se manter atualizado!

Empresas profissionais de gerenciamento

A vida já demanda tanto das pessoas, para que assumir a dor de cabeça de ser síndico de um prédio? Quando o assunto é condomínio com muitas casas e apartamentos, então, é impossível uma pessoa só cuidar de tudo. Por isso, a maioria busca por empresas profissionais de gerenciamento condominial. 

Tudo fica por conta da empresa. Desde a gestão de contas a pagar, seus pagamentos, contratação de serviços para manutenção do condomínio, melhorias de estrutura no fluxo de caixa, reserva de dinheiro e cobrança de moradores. 

Softwares de gestão

Toda empresa de gestão de condomínios que conta com bons resultados utiliza softwares de gestão para gerenciar os serviços. 

Isso porque quando tudo é controlado a partir de uma mesma plataforma, há menos chances de ocorrer erros. Assim, todas as informações ficam integradas e todas as movimentações de dinheiro são acompanhadas em tempo real. 

Além disso, é possível gerar boletos automáticos, programar o envio das cobranças aos moradores, agendar os pagamentos dos fornecedores, etc.

Na maioria das vezes, o dashboard é completo, prático, claro e intuitivo. Por isso, permite até que a estratégia de gestão seja otimizada, sem falar no tempo que se ganha e na redução de gastos na contratação de serviços.

Uma coisa é certa: quanto mais automatizado, melhor!

Aplicativos para os moradores

Acabou a era do quadro de avisos. Toda a comunicação entre as empresas de gestão condominial e síndicos profissionais com os moradores pode ser feita diretamente pelo aplicativo.

Na palma da mão, é possível acompanhar o fluxo de caixa, receber avisos, fazer solicitações, tirar dúvidas e até obter o boleto para pagamento e notificações de inadimplência.  

Tendências emergentes no setor imobiliário

Algumas tendências devem crescer ainda mais nos próximos anos. Confira algumas delas:

Uso da tecnologia para tudo 

O uso da tecnologia continuará com tudo no setor imobiliário. Por isso, aposte na modernização de casas e apartamentos que você só tem a ganhar.

Empresas de gestão com interface e plataformas digitais, tecnologias de controle de acesso, CFTV e itens de segurança e o que mais promover praticidade pelo mundo virtual são exemplos de tendências emergentes usando a tecnologia. 

Sustentabilidade 

As pessoas estão mais conscientes quanto ao meio ambiente e isso reflete também no setor imobiliário. Assim, seja em termos de construção civil, facilidades na rotina dos moradores ou na contratação de serviços e fornecedores. 

Os condomínios têm sido uma tendência no setor imobiliário por promoverem mais espaço aberto e contato com a natureza, mesmo que dentro de áreas urbanas. 

Muitas pessoas também buscam sustentabilidade no dia a dia, como por exemplo reaproveitamento de água de chuva, energia solar e uso de lâmpadas de LED. Isso vale, inclusive, para mudanças e melhorias a serem feitas em prédios e condomínios, mesmo que a mensalidade seja maior para a implementação.

Até o serviço terceirizado vem sendo baseado em empresas com perfil sustentável, seja de limpeza, coleta seletiva, reaproveitamento de materiais, dentre outros. 

Aquisição de imóveis como investimento

O mercado estava em crise, mas teve uma reviravolta em 2020. 

Mesmo em um período pandêmico, o setor imobiliário cresceu assustadoramente no Brasil. De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e da Fundação Instituto de Pesquisas (Fipe), as vendas de imóveis cresceram 26,1%, com 119.911 imóveis comercializados.

Além da busca por mais conforto, uma vez que as pessoas estão passando mais tempo em casa, outro ponto é atrai a aquisição é o investimento. 

Embora essa prática seja comum há muito tempo, os juros baixos estão atraindo tanto compradores quanto investidores. Isso porque a compra de imóveis tende a dar mais rendimento e segurança do que as aplicações financeiras básicas atuais. Esse cenário deve continuar pelos próximos anos. 

Curtiu as informações? Leia mais artigos da nossa série especial sobre condomínios da Bitz

Veja também

Deixe um comentário