À medida que a pandemia continua a afetar a maneira como vivemos, os hoteleiros e os viajantes estão inovando e transformando a maneira como podemos viajar. Assim, para alguns, isso significa permanecer no local. Mas, para aqueles que podem ir mais longe com segurança, o buyout de um hotel é a última tendência em viagens. Veja a seguir como isso se reflete no Brasil.

As tendências de buyout lá fora

Oferecendo segurança, privacidade e ótimo distanciamento social, a compra de um hotel inteiro, pelo buyout, vem sendo apresentado como uma maneira ideal de experimentar viagens de luxo. Desta forma, variando em tamanho de dezenas de quartos a apenas um punhado de hotéis de luxo que oferecem buyout:

  • piscinas privadas;
  • praias particulares;
  • chefs e mordomos pessoais;
  • spas e restaurantes exclusivos
  • entre outros

Na verdade, dado o estresse e a agitação do ano passado e deste, uma escapada para um hotel de luxo ou um retiro em uma ilha nunca foi tão atraente, não é certo?

No entanto, a segurança é, obviamente, fundamental em todas as grandes fugas deste mundo pandêmico. Isso, onde o distanciamento social, máscaras e álcool em gel para as mãos estarão na agenda por meses – talvez anos. Assim, embora muitos países da Europa já tenham reaberto suas fronteiras, países como os Estados Unidos e Brasil permanecem “presos”.

Porém, a pergunta na boca de todos é: para onde novos viajantes estarão indo no futuro com segurança? A resposta mais simples é: através da nova tendência – o buyout, a compra de hotéis de luxo.

O que é buyout?

O conceito não é nada novo. Na verdade, hotéis e resorts normalmente dão rédea solta sobre suas propriedades para casamentos luxuosos, eventos chamativos no estilo de Hollywood ou retiros corporativos.

O buyout, usado na hotelaria, significa adquirir uma empresa, ou parte dela, e gerenciar seu controle.

Assim, à medida que a demanda por esses despencou, hotéis menores e mais exclusivos/personalizados, começaram a ver uma tendência. Nessa demanda de hóspedes que procuram férias diferentes.

Desta forma, felizmente para todo o setor de hotelaria, não faltam essas aquisições de hotéis superprivados, luxuosos e desconhecidos. Por exemplo, proprietários sul africanos reuniram uma cadeia de médios e pequenos hotéis e resorts. Por todas as costas do país, permitindo famílias e viajantes corporativos desfrutem das vantagens de uma vida à la prive.

Buyouts – aquisições que conquistam viajantes

Como vimos, o aumento da demanda por buyouts, na aquisições de hotéis e resorts nesta época do coronavírus, vem sendo uma tendência internacional emergente.

À medida que as precauções se enraízam lentamente como a mais nova tendência de viagens, mais hotéis luxuosos e resorts levam a reclusão a um nível totalmente novo.

Por exemplo, temos mais uma experiência africana. No Moçambique, grupos lançaram recentemente uma coleção de buyouts. Foi em uma série de destinos diversos, das Maldivas à costa de Moçambique, com preços luxuosos, mas em propriedades médias.

Qual será o modo de férias mais seguro?

À medida que as viagens começam a despertar de seu sono profundo, os destinos que oferecem praias, sol e reclusão tornaram-se os principais atrativos para os consumidores. Assim, devido à atual ameaça global, hotéis e resorts de luxo localizados em lugares remotos parecem feitos sob medida para férias socialmente distantes.

E que maneira mais segura de fazer isso do que uma aquisição total?

Na verdade, a compra de um resort atrairia muito aqueles que buscam uma oportunidade sem precedentes. Isso, para experimentar um resort privado em seus próprios termos e em seu próprio ritmo.

Desta forma, considerando a situação atual da Covid, o desejo dos viajantes por experiências de viagem incomuns e extraordinárias se transformará em arranjos extremamente particulares. Além disso, permitem que eles aproveitem ainda mais suas ocasiões especiais.

Novos hábitos

Assim, entramos em uma época em que os hábitos de viagens e férias estão mudando. Por isso, as prioridades e necessidades das pessoas estão mudando o foco. Alugar uma ilha particular pode parecer um luxo extremo no passado. No entanto, no futuro, será visto como uma escolha sábia por muitos.

Para aqueles que ainda procuram viajar, mesmo que a cura para o coronavírus permaneça indefinida, a compra parece uma passagem para férias sem preocupações. Além disso, da solidão, o buyout das aquisições também oferecem o luxo de um espaço abundante para famílias extensas se reunirem.

E ainda, na medida que avançamos para o ‘novo normal‘, as consultas são de grandes grupos familiares ou para celebrações com a família e amigos, permitindo a oportunidade de passar um tempo de qualidade juntos e isolados.

Desta forma, com a tranquilidade e a segurança sendo uma prioridade no momento, vemos que um número maior de clientes está disposto a gastar mais. Isso, para garantir uma experiência segura e confiável.

Assim, alguns grupos podem querer tudo incluído como:

Além disso, os mais ricos, que também buscam a distância social, estão optando por voar em jatos particulares, assim que as fronteiras forem reabertas.

E o buyout no Brasil?

Reservar o hotel inteiro, tendência na pandemia principalmente no segmento de luxo, e receber famílias inteiras é o que também pode repercutir por aqui.

No Brasil, tivemos alguns modelos de buyouts como no caso do hotel Casana (Praia do Preá) e do Kilombo Villas (Sibaúma). Ambos, com bela paisagem para o mar, não deixam nada a desejar dos modelos estrangeiros.

Como visto acima, o conceito de buyout é aberto. Mesmo que seja mais frequentemente ligado ao segmento de luxo, também podemos ter experiências em hotéis de luxo, mas com oportunidades econômicas.

Além disso, uma tendência de buyout que pode dar certo por aqui são os residenciais, quando alugados por particulares. Assim, podemos ver todas as novas tendências no turismo serem adaptadas como estratégias para essas novas tendências atuais.

Assim, como vimos, o buyout é uma nova maneira de minimizar a chance de prejuízo por causa da pandemia do coronavírus. Quer saber mais sobre novidades no setor de hotelaria para seu negócio? Continue acompanhando nossos artigos no blog!

Veja também

Deixe um comentário