Fazer o controle financeiro é um dos grande desafios da administração condominial. Os valores arrecadados com taxas e possíveis rateios precisam ser usados de forma adequada, para cobrir todos os gastos do condomínio. O uso indevido de verba ou a falha na prestação de contas pode causar dúvidas e descontentamento dos moradores, o que impacta na credibilidade da administração. 

Para evitar tais problemas, neste artigo nós mostramos 4 passos simples e práticos para fazer o controle financeiro do condomínio de forma eficiente. Continue a leitura.  

1. Tenha um planejamento financeiro

Fazer um planejamento é passo-chave para realizar um controle financeiro eficiente, pois a partir dele é possível analisar a situação atual das finanças do condomínio, traçar objetivos e definir ações para alcançá-los. 

controle financeiro: mão de pessoa apoiada em uma mesa com folhas com gráficos, calculadora e computador

Ao realizar um planejamento financeiro, a administração condominial pode identificar gargalos e falhas e verificar a viabilidade de ações como a realização de uma reforma ou compra de um equipamento.  

2. Faça controle de inadimplência

Outra ação essencial para manter as finanças do condomínio sob controle é fazer gestão de inadimplentes. 

Em momentos de crise econômica no país, por exemplo, é comum que moradores tenham dificuldade para manter em dia os pagamentos do condomínio, e é preciso ter um plano de ação para evitar que esse problema não afete a administração. 

Crie políticas para negociação de prazos e condições de pagamento de dívidas. E mantenha um controle atualizado dos inadimplentes. 

3. Mantenha registros completos de todas as entradas e saídas de dinheiro

Fazer o registro correto de toda a receita gerada pelo condomínio e de todas as contas a serem pagas é outro passo fundamental para a boa gestão financeira. 

controle financeiro: mulher segurando uma caneta e mexendo em uma calculadora

Para fazer esse registro com exatidão e de forma eficiente, o mais adequado é optar por sistemas eletrônicos, que diminuem os riscos de falhas de anotação, o que pode levar a grandes problemas e comprometer todo o controle financeiro do condomínio.  

4. Use um sistema de automação

Cumprir os passos 1, 2 e 3 desta lista é bem mais fácil quando você usa um sistema de gestão que automatiza a administração do condomínio. 

Com um software de gestão condominial você faz controle financeiro de forma eletrônica, realizando o registro de contas a pagar e a receber e o controle de inadimplência de forma automática e simples, o que facilita a criação do planejamento financeiro e garante a transparência na administração das finanças do condomínio. 

Agora que você sabe quais são os 4 passos fundamentais para o controle financeiro condominial, visite a página do Bitz Condomínios e conheça um software desenvolvido especialmente para atender as demandas da gestão de condomínios de todos os portes.

Veja também

Deixe um comentário